Thay Barbosa

     

25 janeiro 2018

Sobre ser escritor...

Oi....tudo bem com você ai do outro lado da tela? Pois bem, eu estou ótima, pelo visto vocês já perceberam que muitas coisas mudaram aqui no Blog não é mesmo? Estamos mais maduros? Quem sabe!! Mas em fim, os posts de moda não irão desaparecer e muito menos as resenhas ok? O fato é que agora eu resolvi fazer um conteúdo mais adulto aqui no blog, não que vocês jovens ( falou a senhora) não podem acompanhar, resolvi porque eu senti necessidade de falar sobre assuntos mais cultos e assuntos diferenciados. Podem virar e falar que meu blog é uma bagunça haha' de fato é mesmo mas aqui é o meu mundo e nele existe algumas coisas que eu nunca contei e me abri para ninguém...estão prontos? Então.... Sigam-me os bons!!


Muitas vezes eu recebi mensagens até muito inteligentes me perguntando sobre os textos que eu escrevia aqui e do porque eu parei de publicar as minhas obras...de fato entrei em momentos difíceis de serem suportados e tive um bloqueio de escrita! pois bem o que me trouxe falar sobre isso hoje? em conversa com um rapaz, eu acabei mostrando para ele alguns textos que eu escrevi e ele me disse que essa minha parte ele não conhecia. Tudo bem, eu nunca disse isso para ninguém mesmo, então está tudo tranquilo, só que devido a uma explosão de um texto meu aqui do blog nas redes sociais eu recebi muitas perguntas a respeito disso. 

Algumas delas simples, outras íntimas mas todas de modo muito inteligente e eu vi que essas pessoas eram mais maduras, ah que honra!! Recebi perguntas que me fizeram pensar. Essas perguntas foram:

Por que você escreve? 
Você sofre de depressão?
Por que você resolveu escrever? 
Como é ser escritor? 
Pretende publicar livros? 
Você tem vícios?
Você bebe enquanto escreve? 

Entre outras perguntas...essas foram a que me fizeram refletir sobre o que é ser um escritor de verdade, digo de verdade porque não me considero um. Mas por que não me considero? porque eu me sinto bem melhor não me considerando um, eu me sinto mais livre, eu prefiro a minha originalidade. Portanto ser escritor realmente não é nada fácil, a cabeça nunca para em um pensamento só, o único vício que tenho é de café, e ser um escritor tem uma responsabilidade enorme que é tocar seus leitores. 

Ser escritor é maravilhoso sim mas confesso que na maioria dos meus textos eu escrevi com o coração apertado e até muito deles chorando! E não é tão fácil assim, as vezes a cabeça pensa tanto que pesa as ideias e não conseguimos escrever uma palavra se quer no papel. E quando isso acontece acontece também uma guerra íntima. Fui chamada e sou conhecida como a escritora dos textos de literatura violenta e essa violência não é inventada ela é minha! E muitas vezes chega a ser tão violento que já vi pessoas me dizer que chorou ao ler um texto. E isso de fato me confunde, será isso bom ou ruim? em fim não sei... só sei que hoje em dia o escritor está perdendo seu valor e isso é triste. 

Ser um escritor é sorte? Talvez. Tem que ter dom? Talvez também. São muitas perguntas intimas para poucas respostas concretas. A cabeça de um escritor é sempre no lugar? Bom posso responder por mim que é raro eu acordar bem em um dia! e é por isso que eu escrevo. Mas não sou escritora. Escritor é surreal de mais para o meu pouco. Já sofri de depressão sim e foi isso que me levou a escrever. 

Meu fraco nunca foi me abrir, mas estou aqui para falar isso para vocês, as vezes somos mau compreendidos, e já ouvi falar que poesia é coisa de gente fraca. A literatura está perdendo seu valor.

Afinal...

Ser escritor é isso, é ter uma guerra dentro de você e continuar vivendo! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário