15 junho 2019

E o que restou de todos os nós ?

Olá meninas tudo bem? eu disse meninas mas se você for menino também não tem problema algum ok? haha' pois bem, andei sumida daqui mas estou de volta e o mais importante com post novo e com planos de trazer sempre mais e mais... Já tem um tempo que vocês me pediram um post desse tipo e eu sempre anulava fazer por questões até mesmo que pessoais, se você quer saber sobre o que se trata é só continuar lendo... e ah...SIGAM- ME os bons!!

Sempre tem alguém que acelera o coração quando você ler sobre coisa do tipo né? e é justamente sobre isso que vamos conversar, sobre todas as coisas que ficam quando o outro parte. Por mais que a gente não queira, as pessoas tendem a escolher os seus caminhos e e algumas vezes até longe de nós. Isso é normal e se acostume, as pessoas partem quando já aprenderam conosco o que é suficiente. 

Mas o que fica além de saudade? Quando o outro parte, ou nos parte? Na verdade, pode ser difícil e até doer, mas quem nos parte somos nos mesmos. Nós que somos responsáveis pelo que sentimos, e quando o outro faz sua escolha nós somos completamente responsável pelo que continua vivo. Não que morremos por dentro, até porque o momento de luto ele existe mas não dura pra sempre. 

Muitas vezes a gente age pelas emoções, e muitas vezes também nós não prestamos atenção nas mesmas, mas afinal, quando o outro parte...o que sobra? é um mix de emoções! Inicialmente sentimos medo, depois pressa, e assim a seguir mas o que mais sentimos quando o outro parte é nada mais nada menos que orgulho. 

Orgulho não do que se passou e vale a pena ser lembrado e sim orgulho relacionado a ego, o tal do ele (a) não pode estar melhor que eu, ele (a) está fazendo isso para chamar minha atenção! Não existe isso, egoismo. E ainda digo mais, a gente não costuma guardar o bom, a gente não costuma querer aprender com o que ficou, mesmo que doa, a gente não quer desprender...e isso é um erro, é egoísmo e orgulho, as coisas que sobram tendem sempre que ensinar algo. Os nossos olhos podem estar fechados mas nós precisamos aprender. Aprender a valorizar, a se relacionar, e aprender as coisas que vem de dentro, por mais que acreditamos lá no fundo não serem boas o bastante. 

Quem se relacionou muitas vezes sabe bem do que eu digo, existe as pessoas que se relacionam uma única vez e está tudo bem com isso, existe os que escolhem não se relacionar e está tudo bem também. 

O que resta de todos os nós nada mais é que ensinamentos, as relações ensinam a nos tornar pessoas melhoras por mais que não tenha sido uma relação tão boa quanto a gente planejou que fosse se tornar, Os fins chegam, alguns tardem e outros se precipitam, mas tudo no seu tempo certo. Os nós se tornam cada vez mais frouxos quando nós aprendemos que relações são laços e não amarras. E amarras desfazem mas laços não. 

Por tanto o que sobra? sobra além de ensinamento os laços, laços de respeito principalmente. Quem ama perdoa e respeita, por mais que não tenha sido respeitado. Ninguém escolhe, na verdade nós somos escolhidos o tempo todo, você não fez amarras com quem escolheu, você de certo modo também foi escolhido por tanto se livre delas e faça laços

O que resta é tudo de mais valioso que já se passou mas ao mesmo tempo ficou. O mais importante é sem sombra de dúvida, tudo o que resta...

Então meninas e meninos, o que acharam do post? me fale aqui nos comentários, e não se esqueçam de me seguir no instagram que é @thayblog

Mil beijinhos :*


17 maio 2019

Precisamos conversar sobre: Ansiedade

Olá meninas e meninos tudo bem? espero que sim, por aqui tudo voltando ao normal haha' pois bem eu dei uma sumida como sempre mas já estou de volta com post novo para vocês! Já não era sem tempo né? Se você quer saber sobre o que se trata o post de hoje é só continuar lendo....

E ah...sigam-me os bons!!

Fonte: Tumnlr

Então pessoal, meu sumiço aqui do blog tem um motivo, desde o ano passado eu andei tendo alguns probleminhas emocionais que foram se juntando e virando uma enorme bola de neve, esse ano de Janeiro para cá andei tendo ocorrências emocionais que me deixaram fragilizada. Precisei de um afastamento. Decidi fazer esse post justamente para ajudar quem está passando pelo mesmo. Então vamos lá...

Desde o início do ano eu andei tendo crises de ansiedade muito intensas, meu corpo físico dava sinais evidentes que tinha algo errado, até que eu cheguei ao ponto de me sentir muito mal durante as crises, eu sentia falta de ar, tremedeira, visão turva, sensação de desmaio, coração acelerado e as vezes eu tremia tanto que não aguentava ficar de pé. Sentia dores constantes de barriga, dores tencionais, irritabilidade e vontade de chorar constantemente. O que aconteceu Thay? Sabemos muito bem que a Ansiedade é causada pelo ato de pensar muito...pensar de mais e minha cabeça não para um minuto. Eu tinha amarras de um passado mal resolvido com alguém que gerou traumas amorosos ainda muito evidentes na minha vida. A terapia me ajudou a perceber todos esses pontos. 

Passei por 4 horríveis crises e consegui ajuda psicológica. Na terapia eu consegui ver vários aspectos que não percebia antes... fui diagnosticada com TAG ( TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA ) E SÍNDROME DO PENSAMENTO ACELERADO. Bem minha cara né, mas esse assunto é para um outro post que irei fazer mais explicativo sobre o assunto. 

Após o diagnostico eu fui atrás de tratamento, passei a fazer a terapia junto com algumas atividades que me ajudavam em casa também. Já que as crises estavam intensas. Vamos lá: 

1- REDUZIR O USO DAS REDES SOCIAIS: as redes sociais são um grande gatilho. Elas abrem portas para um milhão de coisas e geralmente a gente absorve o que nos faz mal. 
2- MEDITAÇÃO: No início foi muito difícil, meditação não é fácil, mas aos poucos a gente consegue. Ajuda a acalmar e a ficar mais leve. 
3- ATIVIDADE FÍSICA: Ficar em casa parado não adianta nada, comecei a fazer caminhadas, eu saia e andava um pouco, ajuda a liberar alguns hormônios como adrenalina por exemplo. A gente se distrai e vê outras coisas. 
4- PROJETOS SOCIAIS: Procurar de novo as atividades que eu fazia foi um forte gatilho, voltando aos poucos nas atividades eu consigo agora ficar no local sem sentir ansiedade. 
5- LER: Livros que te interessa é uma boa atividade, você mesmo que involuntariamente faz atividade. Ajuda muito. 

Quem sofre de ansiedade sabe que muito mais que os julgamentos comuns que vivemos, é muito mais que falta do que fazer, que falta de serviço e tudo mais. Costumam dizer que assim como a Depressão a Ansiedade também é a pertubação da geração atual. Mas nada é mais gratificante para o início do tratamento do que falar sobre o assunto. A gente só consegue se curar se a gente falar sobre os nossos sentimentos, a ansiedade é uma aflição terrível. É um monstro. 

Assistir palestras e vídeos sobre ansiedade também nos ajuda, vale  apena procurar na internet. 

Pois bem esse é post de hoje, espero ter passado a mensagem que mais precisa ser passada quando se trata desse assunto: procure ajuda, procure um psicólogo, você não está sozinho e você é importante. Procurar ajuda já de fato uma ajuda! Procure o posto de saúde mais próximo de sua casa, não fique parado. NÓS NÃO ESTAMOS SOZINHOS. 

E caso você precise conversar estou disponível no instagram que é @THAYBLOG

Mil beijinhos :*

12 abril 2019

Looks básicos para o Outono

Ei psiu...você ai mesmo tudo bem? espero que sim, eu sei que dei uma sumida mas estou de volta com vários conteúdos para vocês! já não era sem tempo não é? haha' como eu sei que vocês adoram um post sobre looks ainda mais looks para as estações do ano, eu trouxe mais um que eu tenho quase certeza que vocês vão amar ver aqui...então...sigam-me os bons...

O blog está cada vez mais diversificando no conteúdo e eu sei que vocês gostam disso, é muito gratificante ver que estamos crescendo cada vez mais e eu venho também amadurecendo muito na blogosfera. Muito obrigada pela confiança que vocês tem em mim haha' eu sei que esse nem é um post adequado para agradecimentos! mas é isso mesmo, haha'  em fim sem delongas vamos aos looks né que é o que importa. 
Fonte Piterest

Para quem trabalha e estuda, sabe o quão importante e libertador ter uns looks casuais e básicos no armário, eu pensei nesse um pouco casual e descolado pelo simples fato de saber que muitas de vocês trabalham e estuda e muitas vezes não tem como ir pra casa se arrumar para ir para um novo batente né? O Outono trás um tempo meio friozinho em algumas determinas horas do dia, então nada melhor que uma blusinha de lã fina com uma calça simples e tênis né... 
Fonte Pinterest

Eu sou do tipo que pra faculdade eu gosto de ir super a vontade, e esse look é super soltinho e descolado, dá até para ir em churrasquinho no domingo, bem básica mas também descolada sem contar que quem é como eu que odeia um salto super agradece quando dá pra sair de tênisinho no pé não é mesmo? haha
Fonte Pinterest. 

Nada mais importa quando temos uma blusinha clássica né? as camisas são super bem vindas também...eu amo as camisas pois dá um ar de elegância mesmo estando básica e de tênis no pé. Esse look é bem minimalista e é bem a cara de quem ama um básico com estilo! 
Fonte Pinterest

Quem disse que não tem look na pura elegância para quem curte um salto? esse look além de super básico também é chique, e dá um ar de superioridade fora do comum, é elegância que você quer meu amor? pode apostar nesse para aquele jantarzinho a dois! super indico! vai arrasar!
fonte pinterest


Esse ultimo é o básico do básico porque nunca pode faltar um jeans e uma camisa branca né? é o tipo look do socorro! saiu da facul e tem uma reunião de familia para ir? é o look do salva eu! além de lindo e confortável não deixa de ser descolado e você pode usar de várias formas né? haha' 

Então meninas, esses foram os looks de hoje que escolhi para vocês, me falem aqui se gostaram! e não se esqueçam de me seguir no instagarm! @THAYBLOG. 

mil beijinhos :* 






© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo